BLOG
Aqui você encontra os principais temas do mundo da Comunicação Interna

Mantenha-se informado com nossas notícias.

Mais dois novos clientes na P3K Comunicação

O escritório de advocacia Machado Meyer e a Alpargatas acabam de fechar contrato com a agência

Chegamos a dezembro, mas o ano de 2019 ainda não terminou para a P3K Comunicação, agência especializada em Comunicação Interna Estratégica e Endomarketing. Duas novas empresas acabam de entrar para o time de clientes da organização.

Um deles é o escritório de advocacia Machado Meyer, fundado na década de 1970, a instituição possui um total de 700 colaboradores entre as quatro unidades do Brasil (localizadas em São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal e Belo Horizonte) e uma em Nova Iorque. Nesse cenário, a P3K irá realizar, nesse primeiro momento, um processo de diagnóstico da Comunicação Interna que terá a finalidade de ser à base do planejamento de régua de CI de 2020.

Já em relação ao cliente Alpargatas, a P3K será uma das duas agências responsáveis pelo atendimento pool da organização, focadas em Comunicação Interna e Endomarketing. A empresa brasileira de calçados e artigos esportivos de diversas marcas possui mais de 18.000 funcionários entre os escritórios, fábricas e Centros de Distribuição no Brasil, Estados Unidos e Europa.

 

Apresentações corporativas: aliadas de uma boa comunicação

A maioria dos grandes executivos reconhece a importância de se comunicar e de saber aproveitar ao máximo as ferramentas disponíveis para que as mensagens sejam bem interpretadas pelos seus receptores. Isso pode determinar a aprovação de um projeto, o ganho no orçamento e até o fechamento de um grande negócio.

Nesse contexto, as apresentações são o tipo de ferramenta mais popular. Por ser comum a vários segmentos, muitos pensam ser de fácil utilização, porém, criar apresentações memoráveis e de impacto exige profissionalismo e conhecimento técnico das plataformas.

A P3K Comunicação conta com profissionais especializados em apresentações em diferentes plataformas, para abordagem de temas diversos, incluindo: institucional, relação com investidores, indicadores, projetos e apresentação de áreas.

Aqui, acreditamos que uma boa apresentação pode ser criada para qualquer tema, mas há três etapas essenciais para sua produção: narrativa (storytelling), identidade visual e construção de animações e transições. Tudo isso pode dar origem a uma apresentação cativante, tornando-a um diferencial para quem apresenta e para quem assiste.

Por mês, produzimos pelo menos 20 apresentações para os nossos clientes.  Portanto, se você está em busca dessa solução, entre em contato com a gente.

Criatividade: mais que um valor, uma habilidade que buscamos desenvolver

Em um mundo em que parece que já foi feito e criado de tudo, empresas e profissionais têm buscado novas ferramentas para se destacar — criatividade e inovação são algumas delas.

Ao contrário do que muitos pensam, a criatividade não é um dom, e sim uma habilidade que pode ser desenvolvida. Todos nascemos com esse potencial e podemos encarar a criatividade como a capacidade humana de promover alterações no mundo, dando forma a ideias, solucionando problemas e apresentando alternativas para várias situações da vida.

Aqui na P3K Comunicação, tentamos promover um ambiente que fomenta a criatividade, onde seja possível utilizar todo repertório que se tem da vida (social, profissional, cultural) para gerar uma ideia inovadora em prol de alguma demanda.

Para isso, buscamos aplicar algumas técnicas mesmo na correria do dia a dia que, às vezes, inviabiliza a aplicação de um processo completo. Vamos conhecer um pouquinho sobre elas?

  • Brainstorm

Um clássico que, no português, podemos chamar de chuva de ideias — e porque não toró de ideias?! Essa técnica de criatividade ganhou fama no ramo da publicidade e serve para dar fluxo à mente e considerar qualquer ideia, sem prejulgá-las. Só a partir de um volume de ideias obtidas, passa-se para eliminação do inadequado.

  • Design Thinking

É uma abordagem que busca a solução de problemas de forma coletiva e colaborativa em uma perspectiva de empatia máxima com seus interessados. Nela, as pessoas são colocadas no centro de desenvolvimento do produto — não somente o consumidor final, mas todos os envolvidos na ideia (trabalhos em equipes multidisciplinares são comuns nesse conceito).

  • Mapa mental

É um diagrama que permite que você organize ideias de forma simples e lógica, representando-as visualmente, para facilitar o processo de memorização. Ele começa com um tema central, o qual evolui por meio de linhas ou “ramos” relacionando com subtópicos do tema.

  • Método dos 6 chapéus

A técnica dos seis chapéus, criada por Edward Bono, ajuda não só na solução de problemas ou na criação de novas ideias, mas organiza a dinâmica desde a definição do problema até o acompanhamento do plano de ação.

Chapéu Branco: olhar para os fatos sem fazer juízos de valor.

Chapéu Vermelho: expressar sentimentos fortes e intuitivos.

Chapéu Preto: examinar os obstáculos e as razões pelas quais a ideia anterior não tenha funcionado.

Chapéu Amarelo: ver os benefícios de um projeto ou de uma ideia.

Chapéu Verde: pensar novas alternativas de ideias, fazer provocações e sugerir mudanças.

Chapéu Azul: identificar o chapéu que você vai precisar usar em cada momento.

Essas são algumas técnicas que ajudam a P3K Comunicação a criar e inovar nos jobs. Além delas, outras coisas como ouvir música, meditar, mudar de ambiente ou, até mesmo, dormir bem podem influenciar nas ideias criativas. Dá para acreditar?

Se você gosta do tema, acompanhe nosso blog e conheça nossos cases.

 

P3K Comunicação anuncia DPSP e Mosaic Fertilizantes como novos clientes

A P3K, agência especialista em Comunicação Estratégica Interna e Endomarketing, conquistou duas novas contas nesse último mês.

Um dos novos clientes é o Grupo DPSP que surgiu em 2011, por meio da fusão das redes Drogarias Pacheco e Drogaria São Paulo, se tornando uma das principais empresas do varejo farmacêutico com mais de 1350 lojas em 8 estados do Brasil, além do Distrito Federal. O Grupo DPSP emprega mais de 26 mil colaboradores e atende milhões de clientes por mês, sendo referência de confiança e credibilidade no mercado de saúde. Nesse âmbito a P3K vem para somar e contribuir com estratégias de comunicação interna e endomarketing que visam o fortalecimento e consolidação da cultura e valores da companhia.

Já no ramo de produção, importação, comercialização e distribuição de fertilizantes para aplicação em diversas culturas agrícolas, além do desenvolvimento de produtos para nutrição animal e comercialização de produtos industriais, o outro novo cliente da P3K Comunicação é a Mosaic Fertilizantes. A empresa conta com mais de 6 mil funcionários próprios e atende mais de 5.500 clientes, sendo um de seus principais diferenciais a busca do crescimento construído em parceria com toda a sociedade, por meio de relacionamentos abertos com as comunidades.

O atendimento a clientes de segmentos tão distintos é um estimulo ainda maior para a P3K planejar e executar ações estratégicas para atender as demandas e objetivos de cada cliente, como ressalta a Gerente de Atendimento e Estratégia, Laryssa Almeida, ‘A P3K encara esse desafio como parte do propósito e consegue enxergar isso dentro dos valores. Acreditamos que isso é parte do que nos move! Clientes de segmentos distintos oxigenam o nosso dia a dia na agência, porque mesmo se estivermos trabalhando com temas semelhantes sabemos que sairão propostas diferentes. E é assim que vemos a parceria, com cada cliente se molda de uma forma, com a criatividade e a estratégia que os projetos exigem’.

Diversidade de gênero e maternidade: como uma agência faz parte dessa discussão?

Há alguns anos, a sociedade se movimenta para promover um ambiente mais diverso e que seja mais inclusivo para as mulheres no mercado de trabalho. E conforme avançamos em temas como equidade de gênero e equiparação de salários, novos temas se tornam evidentes, como é o caso da relação entre maternidade e trabalho.

Hoje, o quadro da P3K tem um equilíbrio no âmbito das contratações, inclusive quando o assunto é liderança feminina (maioria por aqui), tudo ocorrendo organicamente. Dentro desse contexto, e se adequando a realidade de uma empresa de pequeno porte, notamos que a contratação de mães, também é algo natural para nós.

Porém, uma pesquisa realizada pela Catho em 2018 revela que em pesquisa recente mulheres com filhos demoram cerca de três anos para conseguir recolocação no mercado de trabalho, enquanto essa ocorrência acontece somente em 2% no caso do sexo masculino.

Outros dados relevantes são:Mas como fazer para ser mais inclusivo neste quesito?

Tudo começa com o RH na hora da entrevista. E para contribuir, as mães da nossa nave trazem algumas dicas para as empresas e profissionais responsáveis pela contratação:

– Foco no currículo – habilidades e trajetória profissional é o que deve contar. É super legal perguntar sobre a família, o que gosta de fazer nas horas vagas e outras questões pessoais durante uma entrevista, principalmente porque é importante ter em mente que são pessoas que vão trabalhar na empresa, e não um currículo profissional apenas, mas atenção maior às habilidades e experiências além da maternidade.

– Não deixar a entrevista se desdobrar na questão da maternidade. A maternidade é um ponto importante na vida da mulher, claro, mas uma pessoa é composta por muitos outros interesses. Pra conhecer uma pessoa, é importante ouvir a pluralidade.

Além disso, após a contratação é importante que a liderança esteja preparada para ser empática com as questões de maternidade. Já que imprevistos podem acontecer com todos os profissionais.

A P3K reconhece que a mudança que ajuda a promover dentro dos seus clientes tem impacto social, e também quer fazer a diferença dentro da própria agência.  Por isso, sabe da necessidade de abordar o tema, posicionando-se como uma agência que reconhece dentro da diversidade de gênero a maternidade, e que está fazendo o possível para contribuir na promoção de um ambiente diverso e inclusivo.

Quer se aprofundar mais no tema, conheça essa iniciativa: http://www.contrateumamae.com.br/

 

Brindes: muito além do mimo, uma estratégia de marca

É bem provável que você já tenha recebido um brinde de uma empresa e pensado “que sacada genial! ”. Isso acontece quando a marca entende que o brinde é uma ferramenta estratégica, oferecendo, a quem se destina, uma utilidade e, consequentemente, visibilidade para a companhia.

É assim no marketing promocional e também no endomarketing: o brinde vai muito além de um mimo, pois tem o poder de carregar informações que reforçam a marca, os valores e propósitos das organizações. É uma forma simpática de passar as mensagens que deseja e, de forma mais efetiva, o colaborador se sente importante, gerando engajamento e o que chamamos de ‘senso de pertencimento’.

Apesar da relevância que os brindes têm, é importante reforçar que eles funcionam como peças de apoio, portanto, é essencial relacionar com as demais comunicações da campanha.

Esse é um dos desafios, porque, para isso, a equipe de produção precisa trabalhar a criatividade e estar sempre conectada com referências que levarão o brinde de cada ação a um novo nível de inovação. Nesse caso, a internet é uma grande aliada para ficar de olho nas tendências e variedade de brindes promocionais existentes no mercado. Outra dica legal é se cadastrar nos sites dos fornecedores para receber e-mails marketing com as novidades. Além, claro, da visita em eventos e feiras para estreitar os laços com os fornecedores.

Tudo isso faz parte para enfrentar outro desafio do endomarketing: o orçamento. Seja a estimativa de valores baixa, média ou alta, o objetivo é encontrar a solução perfeita para que um brinde transmita atenção e carinho, construindo um elo entre a empresa e o colaborador.

Quer valorizar e encantar seu colaborador superando as suas expectativas? Entre em contato com a gente para o planejamento de uma ação de endomarketing completa!

O futuro da comunicação: é só dar o play

Você se lembra de quantos vídeos você assistiu hoje, na última semana ou no último mês? Uma conta complexa, já que os vídeos estão na TV, nas notícias, Youtube, WhatsApp, Instagram (Stories e Feed), LinkedIn e por aí vai.

De acordo com relatório divulgado pela Cisco, até 2020, 82% do trafego da internet ficará por conta dos vídeos online, e o Brasil é o segundo país do mundo com o maior número de visualizações em plataformas de vídeos, com mais de 11 bilhões de views mensais.

Esses números mostram o poder do vídeo dentro da comunicação, já que eles são capazes de transmitir uma quantidade enorme de informações de forma precisa e dinâmica, simplesmente por ter movimento. Portanto, se uma imagem vale mais que mil palavras, um vídeo pode sim transmitir milhões de palavras – e também sensações.

Essa facilidade que o vídeo traz na hora de transmitir a mensagem é compensada com um processo mais complexo para os comunicadores, já que para produzir um vídeo é preciso se adaptar a um modelo de trabalho que envolve: roteiro, storyboard, captação e edição.

Se você está pensando que os vídeos são o futuro apenas para marketing e jornalismo, não se engane! Na Comunicação Interna não é diferente, o vídeo faz toda a diferença na hora de impactar os colaboradores, transformando a mensagem. Hoje, a maioria das empresas já superou as barreiras do suporte de arquivos em vídeo na intranet, e as redes sociais corporativas já abraçam o vídeo como forma de ajudar nessa comunicação, além de, muitas vezes, se tornar o principal veículo.

Atualmente, vivemos a tendência de trazer a interatividade aos vídeos através da realidade aumentada. Acreditamos que em um futuro próximo vamos conseguir trazer experiências multissensoriais agregadas, que transformarão uma simples mensagem em um “pequeno mundo novo”. E, como agência, estamos prontos para te ajudar a atrair olhares, nesse mundo vivo em constante movimento. Que tal dar o play para o futuro com a gente?

Por que a multifuncionalidade é importante na Comunicação Interna?

A cada dia, dentro e fora do ambiente de trabalho, estamos nos tornando multitarefas – trabalhamos escutando música, digitamos e falamos ao telefone e etc. Parecem fatos corriqueiros, mas eles também são frutos do impacto de um mundo globalizado, na Era da Informação.

Além de ser multitarefa, o mercado espera também um profissional multifuncional. Diferente de ter várias atividades, a multifuncionalidade é sobre a capacidade de adaptação em diversos meios, que ajudam no desenvolvimento e na execução de múltiplas tarefas. É ter jogo de cintura e saber trabalhar, distribuindo a atenção.

Na Comunicação Interna não é diferente, e sim uma adequação do profissional às novas necessidades e dinâmicas do mercado. Aqui na P3K Comunicação, a multifuncionalidade está presente em todas as áreas, mas em uma delas se destaca: o atendimento.

A formação em áreas da comunicação como: Jornalismo, Publicidade e Relações Internacionais, proporciona um diferencial para o nosso time. Hoje, temos colaboradores no atendimento que potencializam suas atuações no planejamento e na redação, trazendo um olhar amplo que compreende as etapas de todo o processo e contribui para cada uma.

Esse modelo nos ajuda a compreender o fluxo de comunicação de uma forma geral e reconhece-lo como funciona, já que o profissional, tendo uma visão holística, está sempre atento, se prevenindo de erros que já vivenciou, e pensando em todas as possibilidades.

Ao analisar as características desses profissionais conseguimos destacar algumas delas, tais como: flexibilidade, curiosidade, resiliência, responsabilidade, proatividade e trabalho em equipe. Sem falar nas capacidades técnicas de estratégia, redação, organização e gestão de projetos.

Mesmo com tudo isso, consideramos que não há fórmula pronta! Esse modelo atende a nossa necessidade de mercado e nos ajuda a contribuir para o desenvolvimento da área de CI – dentro do mundo em que vivemos hoje, e a nos preparar para as tendências.

Se você quer saber mais sobre o mercado de Comunicação Interna e seus profissionais, fique ligado no nosso blog.

Além da criatividade – O que é preciso para superar desafios de criação em Comunicação Interna?

Sem dúvida, a Comunicação Interna é uma área que vem ganhando visibilidade nas empresas, por conta dos bons resultados que têm apresentado em diferentes companhias, de diversos ramos. Até por isso, atualmente, é comum que o foco, ao falar da área, seja planejamento, canais e resultados, como já postamos no nosso blog.

Mas, do planejamento ao resultado, há processos que envolvem muitos colaboradores e muitas áreas para que os objetivos sejam alcançados, e um deles é a Criação. Compartilhando aspectos que já conhecemos da comunicação externa (Publicidade e Marketing), a CI ainda é um campo pouco explorado, com muito a ser realizado, onde os profissionais criativos da área têm encontrado seus próprios desafios:

Você, sendo cliente ou criação, se identificou com esse cenário?

Como agência especializada em Comunicação Interna, consultamos nossos profissionais criativos e listamos algumas dicas para contornar os desafios da criação na área. Confira!

  • Desvende o cliente

A falta de guia ou direcionamento exclusivo para CI é um gap que a área de criação sempre enfrenta, por isso mergulhar no universo do cliente e descobrir a linguagem visual e verbal, ou seja, como a empresa se comunica com seus colaboradores, é essencial para um boa entrega.

  • Faça parte do planejamento

O envolvimento da equipe de criação no planejamento é fundamental para tirar ações do papel e alcançar os objetivos esperados.

  • Abuse da criatividade

Não é clichê! Essa é a chave para tornar os trabalhos significativos e estratégicos. É preciso percorrer caminhos alternativos para alcançar as expectativas do cliente com um orçamento limitado.

  • Busque a integração da equipe e cliente

O processo criativo em equipe é sempre mais divertido e frutífero. As trocas diárias são fundamentais para a melhor solução nas entregas, acrescentando muito ao design final.

Aqui na P3K Comunicação acreditamos que Comunicação Interna é o caminho para empresas mais humanas e mais transparentes, e o processo criativo é parte fundamental para alcançar os valores intangíveis – como engajamento e senso de pertencimento -, dentro de um público tão diverso de uma companhia: da liderança ao público operacional. Conheça mais sobre nós aqui.

engajamento dos funcionários

Estimule o engajamento dos funcionários por meio da Comunicação Interna

Em um mercado cada vez mais variado e competitivo, a palavra de ordem para oferecer serviços de qualidade a um custo satisfatório vem se destacando: a produtividade.

No entanto, a maioria dos gestores sabe que é quase impossível atingir altos níveis de produtividade apenas com investimentos em infraestrutura e equipamentos tecnológicos. Assim, o engajamento do time passou a ser um dos fatores mais importantes de influência nos resultados da empresa.

Isso porque, sem uma equipe comprometida, engajada em conquistar bons resultados, as organizações tendem a não conseguir lidar com a produção exigida pelo mercado. Mas, afinal, é possível estimular o engajamento dos funcionários por meio da Comunicação Interna?

No post de hoje, mostramos como promover o engajamento dos colaboradores com estratégias simples de Comunicação Interna, e como isso pode gerar impactos diretos ao ambiente de trabalho e aos resultados do negócio. Acompanhe!

Por que a Comunicação Interna é importante para as empresas?

O engajamento pode ser entendido de diversas maneiras, porém a identificação do funcionário com a missão, os objetivos e valores da instituição costuma ser a definição mais aceita.

Quando isso ocorre, o colaborador tende a criar uma ligação afetiva com a companhia, e a empregar um índice alto de energia em suas tarefas diárias, elevando também os níveis de entusiasmo, resiliência e comprometimento.

Podemos entender o profissional engajado, assim, como sendo aquele que desempenha suas atividades de forma que suas alinhada com sua visão de propósito pessoal, garantindo um significado especial para sua vida.

Em se tratando de empresas com diferentes setores, é extremamente importante que qualquer área de trabalho entenda o seu objetivo. Para um colaborador ter uma entrega positiva, por exemplo é essencial que ele enxergue um propósito naquilo, que esteja engajado com a tarefa.

Os colaboradores, assim, têm que se identificar com a atividade e visualizar um motivo para entregar os melhores resultados possíveis, ajustando certos comportamentos para tanto, o que faz com que seja primordial desenvolver campanhas que despertem o interesse imaterial nas equipes, e ainda promovam o melhor engajamento em todos.

Pessoas mais felizes ou que veem um propósito no que fazem, são capazes de entender que é necessário garantir entregas positivas em função da existência de um motivo maior — mesmo quando discordam dos processos utilizados para tanto. E é por meio do engajamento e do fortalecimento da Comunicação Interna nas instituições que essa identificação deve ser buscada.

Como trabalhar Comunicação Interna de forma positiva?

As estratégias de Comunicação Interna a serem seguidas podem variar caso a caso, estando intrinsecamente ligadas às políticas da empresa. Em muitas situações, é necessário criar mecanismos que reforcem a importância da equipe, tanto para o sucesso do negócio quanto para o sucesso pessoal de cada um que a compõe.

O estímulo para que os colaboradores sintam-se engajados pode surgir por meio de brindes e sorteios ou partir do próprio discurso dos demais, fazendo com que as pessoas se sintam valorizadas, vistas e reconhecidas por contribuírem para a vitória de um todo.

Às vezes, o engajamento pode até mesmo acontecer a partir do simples fato de as pessoas compartilharem tais informações motivadoras, e sentirem-se, assim, unidas em prol de um mesmo propósito.

Como engajar os funcionários?

Gerar engajamento entre os colaboradores de uma empresa compreende métodos contínuos para estimulá-los e fazer com que se sintam responsáveis pelo sucesso da companhia. Isso pode ser alcançado por meio de discursos, seja com o oferecimento de brindes e sorteios para os mais produtivos.

Além disso, é importante garantir que esse espírito de determinação surja a partir dos próprios colaboradores, e não da empresa. Mesmo que a pressão por melhorias no desempenho seja grande, a força de vontade das equipes será muito maior se surgir naturalmente, evitando sofrimentos excessivos e desnecessários com isso.

Nesse sentido, uma boa maneira de estimular o engajamento é fornecendo cursos e eventos que promovam qualificação e disseminação de conhecimento. Por exemplo, um líder pode escolher mensalmente algumas pessoas da equipe para entregar um troféu, um cartão ou mesmo um status que as valorize não só pelas entregas numéricas, mas também pela parte comportamental.

Como já dissemos, as estratégias para fortalecer o engajamento por meio da Comunicação Interna podem variar a partir da política interna da companhia. O principal, logo, será sempre entender a realidade daquela instituição, fazendo pesquisas de imersão para entender qual discurso é apropriado e como transmitir as mensagens da melhor forma possível.

Como mensurar resultados da Comunicação Interna?

A medição do nível de fidelidade dos colaboradores deve estar entre as principais prioridades das empresas que zelam por uma cultura saudável —, afinal, essas pessoas foram treinadas para estar ali, e detém o poder de informação da empresa, sendo essenciais para o seu bom funcionamento.

Vale lembrar, ainda, que eventuais processos de desligamento não saem barato para a companhia, um dos motivos pelos quais é importante manter os colaboradores satisfeitos para que se sintam valorizados. Isso é fundamental não apenas para que eles entreguem um bom resultado, mas também para que utilizem todo o seu potencial.

Para tanto, é preciso entender o potencial da equipe interna e estimular ao máximo aquilo que pode gerar retornos mais positivos e evitar o turnover, uma vez que qualquer perda no time pode significar também em perda de tempo e de dinheiro.

A Comunicação Interna, na maioria desses casos, é a ferramenta mais adequada para impedir que se perca um potencial interno para um concorrente, e para gerar a máxima produtividade possível.

Muitas dessas ações são perceptíveis apenas a longo prazo, sendo que os resultados positivos podem ser vistos até mesmo um ano após sua implementação. É necessário analisar dados gerais como metas de produtividade e números de desligamentos, e utilizar essas pesquisas para nortear novas ações, direcionadas ao clima e valorização das equipes.

Busque olhar qual é o cenário atual, a meta a ser alcançada e quais serão os próximos desafios, definindo os prazos corretamente.

E você, está pronto para investir no engajamento dos funcionários por meio da Comunicação Interna no seu negócio? Então entre em contato conosco e saiba como criar estratégias certeiras para aumentar a produtividade na sua empresa!
comunicação interna

Promova mais integração e a produtividade com a Comunicação Interna

Investir na comunicação com o público é essencial para uma marca. São as ações, propagandas e ferramentas do tipo que permitem que ela ganhe a visibilidade, admiração e, principalmente, a confiança de clientes e fornecedores.

No entanto, de nada adianta a instituição se mostrar encantadora para seu público externo se não conta com um público interno coeso e que compartilha de seus ideais.

A postura adotada para com o mundo deve estar alinhada com aquela praticada no ambiente de trabalho, já que os colaboradores são verdadeiros representantes do negócio e influenciam sua reputação e credibilidade.

No post de hoje explicamos como a Comunicação Interna pode promover a integração e a produtividade dos colaboradores, otimizando os resultados da empresa como um todo. Acompanhe!

A Comunicação Interna e suas estratégias

A Comunicação Interna é uma subárea da comunicação integrada, tendo por objetivo principal o monitoramento do compartilhamento de informações no ambiente corporativo e fortalecimento das ações dos profissionais do negócio de forma estratégica.

Essas informações, por sua vez, podem estar relacionadas com mensagens que propaguem os valores, a visão e a missão da instituição, bem como com táticas de posicionamento no mercado ou recomendações dadas a certo grupo de profissionais da empresa, como metas ou orientações para um setor.

Neste sentido, ela é ferramenta útil para eliminar ruídos no ambiente corporativo e garantir que os colaboradores estejam devidamente alinhados com os discursos e metas da organização, ao passo que estabelece para eles condutas desejáveis que vão de encontro com o que é pregado pela empresa.

Uma boa estratégia de Comunicação Interna, desta forma, analisa os canais do negócio (redes sociais corporativas, mural impresso, intranet, TV corporativa etc) e avalia seu funcionamento periodicamente, a fim de garantir que as mensagens transmitidas cheguem a seu público sem nenhum problema.

A importância da Comunicação Interna para a atividade-fim de uma empresa

Manter uma Comunicação Interna estratégica é essencial para qualquer empresa, já que apenas assim ela é capaz de alinhar seus setores e fazer com que cada colaborador tenha bem definido qual é o seu papel na cadeia de processos do negócio. Mas não é só isso! Entenda o que ela pode fazer para a atividade-fim da companhia:

Alinhar discurso e objetivos

Manter a Comunicação Interna funcional é a melhorar maneira de garantir que os colaboradores comungarão dos valores e missão da empresa, bem como que acompanharão os posicionamentos e discursos oficiais da companhia.

Contar com profissionais que conhecem os valores do negócio e que também prezam por eles é a melhor maneira de garantir que qualquer tipo de incoerência ou mal entendido não ocorrerá.

Além disso, manter uma boa Comunicação Interna pode fazer com que os colaboradores trabalhem em função dos objetivos do negócio em longo e curto prazo, o que afeta diretamente o rendimento da empresa, já que faz com que trabalhem de maneira mais focada e sempre visando o alcance dos desafios que lhe foram propostos.

Aumentar a produtividade e integração

Ao fazer com que o time trabalhe de forma coesa para alcançar o que for proposto pela empresa, é comum que erros ou atrasos em projetos que tenham como causa a falta de integração do pessoal deixem de existir, o que acaba por tornar a produção mais qualificada e eficiente.

Aumentar a motivação e diminuir a rotatividade na empresa

Investir em Comunicação Interna é uma atitude que o setor de RH da sua companhia também deve apoiar, afinal, a transparência no repasse de informações, alinhamento quanto às metas e integração entre times é capaz de fazer com que os colaboradores sintam-se mais motivados e, consequentemente, fiquem mais engajados com suas tarefas.

Além disso, influencia positivamente no clima organizacional da instituição, evitando conflitos e diminuindo também a taxa de rotatividade na empresa, o que contribui para otimizar seus resultados.

Como a Comunicação Interna deixa os setores das empresas mais eficientes

Uma boa comunicação é capaz de aproximar polos distantes, já que uma mensagem pode ser enviada e recebida integralmente em questão de segundos. Essa possibilidade é um grande trunfo sobretudo para companhias que contam com diversos setores, afinal, todos fazem parte de um mesmo processo para se chegar a um mesmo resultado.

A aproximação dos colaboradores, assim, é primordial para que a empresa crie um ambiente harmonioso, aumente o sentimento de pertencimento e satisfação de cada um e ainda torne seus processos internos mais eficientes, o que faz com que seu público interno fique devidamente alinhado ao público externo.

Para tanto, é importante criar mudanças não apenas nos canais de comunicação, mas também no ambiente corporativo, já que os espaços físicos de trabalho devem refletir a realidade globalizada e interconectada que as empresas já têm. Vale fazer um almoço em ocasiões especiais, comemorações pelo alcance de metas etc.

Os problemas causados pela falta de ações em Comunicação Interna

Grande parcela dos administradores ainda não reconhecem a importância do investimento em uma boa estratégia de Comunicação Interna e não contam com profissionais especializados no assunto para fortalecer os canais de seu negócio.

Canais de comunicação bagunçados podem fazer com que mensagens oficiais da empresa e comunicados importantes acabem não chegando para todos os destinatários ou, pior ainda, que as mensagens não estejam de acordo com o original, o que pode atrapalhar todo o processo produtivo da instituição.

A missão, os valores e objetivos da empresa podem estar impressos em crachás e cartazes, mas de nada adianta isso se os seus profissionais não os internalizam e praticam no dia a dia em sua rotina de trabalho, afinal, eles são verdadeiros representantes do negócio.

Lembre-se: grandes diferenças entre a maneira de pensar da instituição e de seus profissionais podem fazer com que eles não tenham um sentimento de união e pertencimento, trazendo resultados ruins e diminuindo a produtividade, além de afetar o clima organizacional e criar um ambiente de trabalho bem desconfortável.

Agora que você já sabe como a Comunicação Interna pode promover mais integração e produtividade em uma instituição, que tal também conhecer as melhores práticas para otimizá-la em seu negócio? Boa leitura!

relacionamento com o cliente

Relacionamento com o cliente: o diferencial que você deve procurar em uma agência

Você quer implementar processos de comunicação estratégica com os empregados, mas não sabe por onde começar? Para ter resultados satisfatórios, antes de tudo é necessário investir em relacionamento com o cliente.

Afinal, não basta liderar uma equipe. É preciso adotar uma comunicação eficiente, capaz de dar suporte e oferecer todas as condições para o grupo colocar o plano em prática. É assim que a produtividade aumenta e os processos fluem.

Neste artigo, vamos mostrar por que é importante gerenciar bem as relações, como a agência atua nesse sentido e o que a P3K pode fazer para a sua empresa prosperar. Acompanhe.

Entenda por que é importante investir em relacionamento com o cliente

A qualidade da comunicação corporativa é fundamental para qualquer gestão que valorize as pessoas como o principal patrimônio da empresa. Isso exige estratégia para a sua marca se relacionar bem em diferentes pontos de contato.

Quando você demonstra que se importa, oferece informações relevantes e acompanha de perto o desenvolvimento individual ou coletivo, fica mais fácil conquistar a confiança do cliente.

É claro que, para manter o público fiel, é preciso dar continuidade ao marketing interno. O ciclo nunca termina. É por isso que algumas empresas são mais queridinhas que outras: sabem que é preciso reacender a chama da paixão diariamente para o relacionamento não esfriar.

Ao mesmo tempo, outra vantagem de investir é ter a oportunidade de receber feedbacks valiosos de pessoas que estão vivenciando o dia a dia da organização. Se você analisar cada feedback recebido e utilizar essas informações para melhorar os pontos falhos, vai perceber o verdadeiro poder da comunicação.

Saiba como deve ser o relacionamento entre a agência e você

O papel da agência de marketing não é enxergar a sua empresa como uma organização que deseja obter sucesso em determinada campanha, mas um organismo vivo que está em constante processo de evolução.

O relacionamento entre ambos deve ser o mais próximo e transparente possível. Os profissionais devem trabalhar para entregar o que está acima das expectativas. Além disso, devem mostrar qual a melhor opção no cenário atual e apontar as ferramentas mais adequadas. Tudo adaptado ao contexto, objetivos e posicionamento.

Conheça os diferenciais da P3K no relacionamento com o cliente

A P3K Comunicação tem 10 anos de experiência e know-how em Comunicação Interna e Endomarketing. A equipe começa pela identificação do Diagnóstico, que é um processo investigativo sobre as percepções do público interno a respeito da comunicação na empresa. Ela analisa os canais para identificar pontos de melhoria.

A satisfação do cliente é percebida a cada campanha construída. Até porque os profissionais fazem questão de perguntar se ele está gostando do resultado e como está se sentindo em relação ao projeto. Essa troca ajuda a analisar a necessidade de ajustar detalhes que são relevantes para o alcance dos objetivos.

A agência também faz o levantamento de dados para a tomada de decisão e definição dos principais indicadores de performance. Outro diferencial é o follow up periódico, ferramenta de feedback que alinha o relacionamento e a efetividade dos projetos.

Uma das plataformas mais utilizadas é a de gestão de projetos. Por meio de login e senha, os clientes têm acesso a qualquer informação sobre as campanhas. É possível acompanhar as ações em tempo real, deixar um comentário, participar das ideias etc.

Com o histórico de atividades disponível, fica mais fácil fazer alterações, substituir algum dado relevante ou organizar um trabalho remoto fora da agência. Isso representa mais praticidade e autonomia para quem dá e recebe suporte.

A P3K se vê como a própria extensão do cliente. Prova disso é a assessoria desenvolvida para marcas famosas. Na Restoque SA foi feito um book de Diagnóstico funcional com a realização de entrevistas individuais para entender a realidade de CI.

O objetivo era integrar duas empresas: uma com a comunicação estruturada e outra não. Após uma análise, foi possível identificar o tom de voz ideal e os melhores meios para falar com o público: mural, portal, e-mail marketing e outros.

A partir dessas ferramentas, a agência implantou a Comunicação Interna na companhia de uma maneira estratégica e, principalmente, de forma unificada.

Com a adidas aconteceu algo parecido, uma vez que a marca queria se reposicionar para reforçar a cultura do esporte entre os empregados. Um dos objetivos foi estabelecer uma maior conexão entre equipe e atletas apaixonados pela marca.

Para proporcionar a todos os profissionais a vivência do esporte, a P3K Comunicação desenvolveu dinâmicas capazes de fazer os colaboradores vivenciarem a experiência e mostrarem o poder transformador do esporte na vida das pessoas.

Por meio do engajamento nas ações promovidas, os atletas selecionados tiveram a oportunidade de gravar um vídeo contando a sua história e se tornaram embaixadores da crença central ao longo da campanha. Ao final, reuniram seis histórias contadas em formato de microssérie.

Com tudo isso, foi possível alcançar o objetivo de manter os colaboradores alinhados e conectados aos assuntos que são relevantes e mais estratégicos para todas as filiais da adidas do Brasil, nos níveis regional e global.

Outra ação foi a produção de uma newsletter chamada Three Stripes Times com a curadoria dos assuntos que foram destaque na companhia. Aliás, hoje esse é o principal canal de comunicação da adidas do Brasil com os colaboradores.

Enviada por e-mail, em HTML e com um layout atrativo, as mensagens facilitam o acesso às informações e diminuem os gaps de comunicação. Todas as matérias ficam hospedadas na intranet, que recebe cerca de 1.000 acessos mensais. Quem não tem acesso ao computador recebe a versão mural.

Como você viu, é importante investir em relacionamento com o cliente de forma planejada. A qualidade da comunicação reforça o sentimento de valorização das pessoas como principal patrimônio da empresa. Isso exige estratégia para a sua marca se relacionar bem em diferentes pontos de contato. Pense nisso!

Percebeu como a P3K Comunicação pode revolucionar a cultura organizacional do seu empreendimento e fazê-lo prosperar? A agência vai te ajudar com Diagnóstico, Planejamento, Campanhas e Ações, Gestão de Conteúdo e Canais. Por isso, vamos bater um papo! Entre em contato conosco agora mesmo.