• Blog
  • Diversidade de gênero e maternidade: como uma agência faz parte dessa discussão?

Diversidade de gênero e maternidade: como uma agência faz parte dessa discussão?

Diversidade de gênero e maternidade: como uma agência faz parte dessa discussão?

Há alguns anos, a sociedade se movimenta para promover um ambiente mais diverso e que seja mais inclusivo para as mulheres no mercado de trabalho. E conforme avançamos em temas como equidade de gênero e equiparação de salários, novos temas se tornam evidentes, como é o caso da relação entre maternidade e trabalho.

Hoje, o quadro da P3K tem um equilíbrio no âmbito das contratações, inclusive quando o assunto é liderança feminina (maioria por aqui), tudo ocorrendo organicamente. Dentro desse contexto, e se adequando a realidade de uma empresa de pequeno porte, notamos que a contratação de mães, também é algo natural para nós.

Porém, uma pesquisa realizada pela Catho em 2018 revela que em pesquisa recente mulheres com filhos demoram cerca de três anos para conseguir recolocação no mercado de trabalho, enquanto essa ocorrência acontece somente em 2% no caso do sexo masculino.

Outros dados relevantes são:Mas como fazer para ser mais inclusivo neste quesito?

Tudo começa com o RH na hora da entrevista. E para contribuir, as mães da nossa nave trazem algumas dicas para as empresas e profissionais responsáveis pela contratação:

– Foco no currículo – habilidades e trajetória profissional é o que deve contar. É super legal perguntar sobre a família, o que gosta de fazer nas horas vagas e outras questões pessoais durante uma entrevista, principalmente porque é importante ter em mente que são pessoas que vão trabalhar na empresa, e não um currículo profissional apenas, mas atenção maior às habilidades e experiências além da maternidade.

– Não deixar a entrevista se desdobrar na questão da maternidade. A maternidade é um ponto importante na vida da mulher, claro, mas uma pessoa é composta por muitos outros interesses. Pra conhecer uma pessoa, é importante ouvir a pluralidade.

Além disso, após a contratação é importante que a liderança esteja preparada para ser empática com as questões de maternidade. Já que imprevistos podem acontecer com todos os profissionais.

A P3K reconhece que a mudança que ajuda a promover dentro dos seus clientes tem impacto social, e também quer fazer a diferença dentro da própria agência.  Por isso, sabe da necessidade de abordar o tema, posicionando-se como uma agência que reconhece dentro da diversidade de gênero a maternidade, e que está fazendo o possível para contribuir na promoção de um ambiente diverso e inclusivo.

Quer se aprofundar mais no tema, conheça essa iniciativa: http://www.contrateumamae.com.br/

 

Tags:, , ,

Trackback do seu site.