• Blog
  • Artigo
  • Alerta: 5 sinais de que o ambiente de trabalho não está saudável

Alerta: 5 sinais de que o ambiente de trabalho não está saudável

ambiente de trabalho

Alerta: 5 sinais de que o ambiente de trabalho não está saudável

Os colaboradores são a chave de ouro para abrir os caminhos do sucesso e da eficiência. No entanto, isso só é possível quando o ambiente de trabalho é saudável. Normalmente, somente quando a produtividade começa a cair é que os gestores se dão conta de que há algo errado com as suas equipes.

Reconhecimento, qualidade de vida e outros fatores são partes comumente negligenciadas na gestão de talentos. Portanto, se você não quer cometer os mesmos erros de grande parte das empresas, confira este conteúdo. Descubra os principais sinais de que o ambiente de trabalho na sua empresa não vai bem!

1. Falta de comunicação

Uma comunicação saudável é fator indispensável para qualquer relacionamento. Não é diferente nas organizações. Portanto, um dos primeiros sinais perceptíveis de que algo não está certo com as suas equipes é a falta de comunicação entre as pessoas.

Nesse ponto, os colaboradores precisam ser ouvidos e considerados, receber feedbacks e estar a par de tudo o que acontece na organização, sejam mudanças pontuais ou seus próprios objetivos estratégicos.

Logo, a Comunicação Interna é um fator essencial para quem pretende manter ambientes saudáveis. Para isso, é importante realizar reuniões periódicas de atualização, assim como feedbacks individuais, que permitam que você gere uma devolutiva sobre o desempenho de cada um e escute o que todos têm a dizer.

Se você quer ir além, considere adotar um software de Comunicação Interna. Entre os vários benefícios que ele pode gerar, estão:

  • redução da distância física entre os membros da mesma equipe;
  • centralização das informações em um único canal;
  • eliminação de possíveis falhas de comunicação, como atraso de recebimento;
  • constante atualização dos colaboradores sobre as novidades da empresa;
  • facilidade de manter o ambiente limpo e organizado, sem comunicados impressos.

2. Colaboradores desmotivados

Além de ser um sinal de que o ambiente não está saudável, a desmotivação dos colaboradores é um problema que gera riscos para a organização. As pessoas passam a ser negligentes com suas funções, estabelecem uma baixa produtividade, aumentam os níveis de absenteísmo e de turnover.

Reconhecer esse sinal não é uma tarefa muito difícil. Além dos casos descritos acima, você perceberá:

  • colaboradores reclamando com mais frequência;
  • presença de conflitos e discussões;
  • falta de cooperação entre membros de uma mesma equipe;
  • excesso ou acúmulo de trabalho;
  • estagnação profissional em grande parte das equipes;
  • necessidade de um chefe presente para que as metas sejam cumpridas.

Ficou mais fácil identificar, não é mesmo? Agora, para resolver esse problema, você precisará tomar algumas atitudes. Se você quer melhorar a satisfação e a motivação das suas equipes de trabalho, considere:

  • inspirar por meio de um bom exemplo de liderança;
  • dar autonomia para que as pessoas se autoliderem;
  • remunerar de forma satisfatória e atrativa;
  • estimular a confiança, eliminando o microgerenciamento;
  • tornar a comunicação um canal livre e aberto entre os níveis hierárquicos;
  • contratar pessoas que tenham valores semelhantes aos da organização.

3. Equipe desunida

Provavelmente, se as suas equipes estiverem estabelecendo uma péssima comunicação, além de se sentirem desmotivadas, elas serão desunidas. Esse cenário deve ser consequência da falta de engajamento e da ausência do senso de pertencimento àquele grupo de trabalho

Isso pode gerar problemas ainda maiores. Individualmente, o colaborador pode sentir que os membros da sua equipe são, na verdade, seus rivais. E isso provoca um ambiente de trabalho hostil e destrutivo em muitos sentidos.

Você já deve saber que a força de um talento é potencializada quando ele é aproximado a outros talentos, não é mesmo? Por isso, se você quer promover o engajamento nas suas equipes, precisa estar disposto a realizar algumas mudanças.

Promover eventos de integração é uma das melhores soluções, nesse caso. Seja um lanche coletivo entre a equipe, um happy hour ou a comemoração do alcance de uma meta. O segredo é romper a ideia de que as pessoas tenham que competir entre si para obterem resultados melhores e fazer com que elas trabalhem juntas.

4. Excesso de trabalho

Outro forte fator de influência para um ambiente prejudicial são as altas cargas de trabalho, acompanhadas de falta de reconhecimento.

É comum que um colaborador precise desempenhar funções que vão além da sua obrigação ou faça horas extras. No entanto, isso não pode exceder os limites aceitáveis e legais. Além disso, quando se torna uma rotina, pode ser indício de um problema maior.

Talvez um determinado colaborador não esteja dando conta da demanda por várias razões, como:

  • volume muito grande de trabalho;
  • necessidade de realizar contratações adicionais;
  • inadaptação com a função;
  • necessidade de realocação.

O segredo é sempre buscar entender se é uma limitação do colaborador ou se a empresa está demandando muito trabalho. Nesses casos, a solução pode ser contratar um novo colaborador para aumentar a equipe ou substituir o atual.

5. Ausência de Marketing Interno

Essa é uma estratégia que visa à satisfação dos colaboradores de uma empresa. Quando ela deixa de olhar para o seu público interno como olha para os seus clientes, o ambiente de trabalho tende a deixar de ser saudável. Afinal, não tem ninguém responsável por “cuidar dele”.

Dessa forma, o Marketing Interno torna-se a solução de cuidado para com os colaboradores da organização. É ele que integra todas as demais atitudes já mencionadas para resolver os problemas apresentados em uma única estratégia de manutenção de um ambiente de trabalho saudável.

Portanto, são funções do Endomarketing, junto ao setor de Gestão de Pessoas:

  • oferecer um ambiente de trabalho limpo, confortável e salubre;
  • garantir a infraestrutura necessária para o bom desempenho das atividades;
  • respeitar e garantir os direitos trabalhistas;
  • manter canais de comunicação claros e abertos;
  • criar eventos para descontração, integração e relaxamento das equipes;
  • reconhecer e premiar os colaboradores que dão o seu melhor pela empresa.

Ainda é importante ressaltar que um dos melhores métodos de comunicar a realidade sobre uma marca empregadora é por meio do seu quadro de colaboradores. Isso significa que colaboradores insatisfeitos podem ser um risco para a companhia. Ao mesmo passo, uma equipe motivada e satisfeita pode ser a chave para melhorar a imagem da empresa no mercado!

Se você gostou desse conteúdo e quer ir além para identificar a real situação do ambiente de trabalho na sua empresa, leia este post: Pesquisa de clima organizacional: qual a importância e como fazer!

Trackback do seu site.