A rede informal

Atualmente, as organizações estão passando por mudanças, uma vez que o ambiente impõe novos caminhos e, consequentemente, novas estratégias de atuação. As mudanças de postura e a quebra de paradigmas fazem com que a comunicação organizacional não seja mais isolada. Surge então a necessidade da organização ter uma comunicação interna que lhe permita obter maior participação e envolvimento de seus funcionários.

Mesmo com esse novo quadro, ainda vemos que os jornais internos assumem, constantemente, na interpretação de muita gente – incluindo até profissionais de comunicação, a posição de sinônimo de comunicação interna, nada mais errado. Os jornais internos, boletins e mesmo revistas, constituem expressiva e importante parcela da comunicação interna, mas absolutamente não podem ser confundidos com todo o processo de comunicação, nem mesmo podem representar a maior e mais significativa fatia. Há outras formas, meios, projetos e recursos.

Os profissionais estão mais preocupados com a chamada “rede formal”, constituída pelos canais descendentes (de cima para baixo) do que com a “rede informal”! Seria por falta de conhecimento em torno de seu potencial, ou porque não se apresenta de maneira tão visível quanto a outra? A rede informal é um amálgama de interesses, expectativas, frustrações, alegrias, espontaneidade, desconcentração da comunidade. Por ela, vazam os sentimentos mais genuínos do público interno. É preciso muito cuidado e compreensão.

Essa rede tem uma detalhada prospecção sobre sua natureza e extensão, que localizará pontos de tensão, líderes informais, grupos de influência, áreas de atrito, velocidade e agilidade da informação. Não se trata de combater a rede informal, ameaçar pessoas ou segmentos, mas, ao contrário, o estudo da rede informal possibilita o trabalho de argumentação e convencimento, no sentido de situar todos os grupos no espírito da organização.

A comunicação interna, portanto, deve ser entendida como um feixe de propostas bem encadeadas, abrangentes, maior que um simples programa de comunicação impressa! Mãos a obra! Mapear, estruturar, planejar e divulgar!

A P3K pode te auxiliar neste desafio!

Quer receber mais conteúdo como este?
Assine nossa newsletter: