A integração começa com o manual de boas-vindas e com uma boa estratégia de Comunicação Interna

Projetos de integração durante as primeiras semanas de trabalho desenvolvem um papel fundamental para adaptação do novo colaborador. Estes são os primeiros contatos com a estrutura organizacional, imagem, reputação e cultura da companhia. É a partir desses elementos que o funcionário sente vontade de vestir a camisa da empresa!

O papel da CI na integração de um novo colaborador é estratégico.  A produção de um bom conteúdo, que deixe clara todas as informações que o colaborador precisa saber em um primeiro momento, é fundamental. Faz parte do trabalho de Comunicação Interna, junto com áreas parceiras como Gestão de Pessoas, acertar o tom desse “amor à primeira vista”, e pode ser por meio de materiais mais inovadores, como um vídeo storytelling, até os mais simples e efetivos, como o manual de boas-vindas.

manual de boas-vindas

O manual é um dos mais importantes instrumentos de integração do novo colaborador à rotina da empresa. É através das informações contidas nele que as dúvidas desse público poderão ser minimizadas, além de facilitar sua inserção no mundo da organização.

A primeira estratégia de conteúdo é definir quais assuntos deverão ser abordados no manual de boas-vindas. Para começar, fale da missão, visão e dos valores da empresa, assim como um breve histórico, o ramo de atividade, os produtos e/ou serviços integram essa primeira parte. Em seguida, reúna informações úteis ao desempenho profissional, como apresentação de departamentos, regras de conduta, direitos e deveres, benefícios etc. Outro ponto que não pode faltar, sendo um dos principais benefícios do manual de boas-vindas, é que ele exponha como as coisas na empresa devem funcionar, deixá-lo a par da cultura interna antes mesmo de começar as atividades. É importante ainda que mensagens de motivação sejam distribuídas pelo conteúdo do manual de boas-vindas, inclusive com texto assinado pelo principal representante da empresa, seja fundador(a), diretor(a) ou superintendente, lembrando que as pessoas são parte importante da organização.

Todas essas informações, assim como outras necessárias, devem ser organizadas no manual de boas-vindas com layout adequado, imagens interessantes que representem a linguagem visual da empresa, assim como textos diretos e curtos que refletem o tom de voz da Comunicação Interna.

Lembrando que não há uma formula pronta, é necessário que cada empresa tenha o seu manual alinhado com o ramo de atividade, políticas, cultura, público interno (perfil dos colaboradores) etc. É possível, inclusive, que algumas empresas tenham manuais de boas-vindas específicos para cada setor. No manual de boas-vindas da P3K Comunicação, por exemplo, constam 10 mandamentos, ou seja, algumas dicas da nossa cultura, assim como informações sobre políticas de RH, de segurança de informação, política de redes sociais, regras para organização de arquivos digitais e estrutura de diretórios dos servidores, entre outras informações relevantes para nosso dia a dia.

Nós também podemos te ajudar a montar o seu manual de boas-vindas! Nosso projeto começa com pesquisa, passa pela seleção de conteúdo e criação de textos e termina no design e diagramação. Consulte-nos, temos uma equipe preparada para te atender!